Dica de Livro – Enigma: Mundo Interdito – Rita Pinheiro

Hoje resolvi dar a dica de um livro de uma autora que conheci tem pouco tempo (e que é muito simpática, por sinal): Enigma: Mundo Interdito, da autora Rita Pinheiro.

enigmaSinopse: Enigma: Mundo Interdito, traz a história de Johnny, que após ser salvo de um acidente de avião, se vê num mundo diferente de tudo que ele conhece. Mas, para piorar sua situação, ele não consegue se lembrar de onde veio e nem mesmo seu nome. Na luta para recuperar a memória, descobre coisas e conhece seres que acreditava não existir. E para sobreviver naquele lugar, ele precisa se desenvolver também descobrindo que o impossível não existe desde haja amor entre as pessoas e respeito à natureza. Por fim, encantado com o lugar e com sua salvadora, decide viver essa aventura, se tornando parte desse mundo.

Facebook | Skoob

Um dos quotes presentes no livro:

¹¹Quando eu era menino, falava como menino, pensava como menino e raciocinava como menino. Quando me tornei homem, deixei para trás as coisas de menino.
¹²Agora, pois, vemos apenas um reflexo obscuro, como em espelho; mas, então, veremos face a face. Agora conheço em parte; então, conhecerei plenamente, da mesma forma como sou plenamente conhecido.
¹³Assim, permanecem agora estes três: a fé, a esperança e o amor. O maior deles, porém, é o amor.
1 Coríntios 13:11-13 Bíblia Sagrada, Novo Testamento.

Para quem se interessar, é possível comprar o livro no site da Livraria Cultura e da Editora Baraúna.

Com certeza esse livro já está na minha lista das próximas comprinhas literárias! ❤

OBS: Galera linda que me segue aqui no blog, tenho algo para informar: Vou mudar de plataforma. Isso mesmo, vou para o blogger por motivos de: WordPress me deixa louca por não saber usar! hahahaha 😦 Sério, lá é bem mais fácil para mim, embora seja óbvio que o wordpress é uma plataforma mais completa… Eu tô preparando tudo (vai levar um tempinho) e quando estiver pronto, eu aviso vocês, tá?! Agora o blog vai ter cara nova, logo, ilustração, domínio, fanpage… Repaginada total! Espero que possam me dar o prazer da presença de vocês por lá também

Livros para a sexta-feira 13!

Hoje é sexta-feira 13, então trouxe algumas dicas de livros que combinam com a data (Dá-lhe Darkside Books):

  • Sexta-feira 13: Arquivos de Crystal Lake – David Grove

asex1Sinopse: Em Sexta-Feira 13 [Arquivos de Crystal Lake] você vai entender todos os processos de criação, produção e filmagem do primeiro filme, o eterno Sexta-Feira 13, de 1980. Fotos inéditas e centenas de depoimentos dos atores, membros da equipe e de fãs que também se destacaram no mundo do terror. A cada parágrafo, você vai se sentir andando pelos bastidores das filmagens. Leia o que o astro Kevin Bacon, o diretor Sean S. Cunningham, a donzela Adrienne King, mamãe Betsy Palmer e os rivais Wes Craven e Robert Englund têm a dizer sobre esse clássico. Jason permaneceu calado.
David Grove tomou coragem para revirar os corpos empalados a machete, entre outros objetos perfurantes, e encontrou pérolas que os verdadeiros fãs não podem perder por nada.
O prefácio é assinado pelo mestre Tom Savini, responsável pela maquiagem e os efeitos especiais de qualquer bom filme sanguinolento que se preze. Incluindo, claro, Sexta-Feira 13.

  • O demonologista – Andrew Pyper

asex2Sinopse: “A maior astúcia do Diabo é nos convencer de que ele não existe”, escreveu o poeta francês Charles Baudelaire. Já a grande astúcia de Andrew Pyper, autor de O Demonologista (DarkSide® Books, 2015), é fazer até o mais cético dos leitores duvidar de suas certezas. E, se possível, evitar caminhos mal-iluminados.
O personagem que dá título ao best-seller internacional é David Ullman, renomado professor da Universidade de Columbia, especializado na figura literária do Diabo – principalmente na obra-prima de John Milton, Paraíso Perdido. Para David, o Anjo Caído é apenas um ser mitológico. Ao aceitar um convite para testemunhar um suposto fenômeno sobrenatural em Veneza, David começa a ter motivos pessoais para mudar de opinião. O que seria apenas um boa desculpa para tirar férias na Itália com sua filha de 12 anos se transforma em uma jornada assustadora aos recantos mais sombrios da alma.
Enquanto corre contra o tempo, David precisa decifrar pistas escondidas no clássico Paraíso Perdido, e usar tudo o que aprendeu para enfrentar O Inominável e salvar sua filha do Inferno.
Este é um daqueles livros que você não consegue largar até acabar a última página, ainda que vá precisar de muita coragem para seguir em frente. O Demonologista ganhou o Prêmio de Melhor Romance do International Thriller Writers Award (2014), concorrendo com autores como Stephen King. Entrou em diversas listas de melhores livros de 2013, foi finalista do Shirley Jackson Award (2013) e do Sunburst Award (2014), chegou ao topo da lista dos mais vendidos do jornal canadense Globe and Mail e foi publicado em mais de uma dezena de países.

  • It: A coisa – Stephen King

asex3Sinopse: Durante as férias escolares de 1958, em Derry, pacata cidadezinha do Maine, Bill, Richie, Stan, Mike, Eddie, Ben e Beverly aprenderam o real sentido da amizade, do amor, da confiança e… do medo. O mais profundo e tenebroso medo. Naquele verão, eles enfrentaram pela primeira vez a Coisa, um ser sobrenatural e maligno que deixou terríveis marcas de sangue em Derry.
Quase trinta anos depois, os amigos voltam a se encontrar. Uma nova onda de terror tomou a pequena cidade. Mike Hanlon, o único que permanece em Derry, dá o sinal. Precisam unir forças novamente. A Coisa volta a atacar e eles devem cumprir a promessa selada com sangue que fizeram quando crianças. Só eles têm a chave do enigma. Só eles sabem o que se esconde nas entranhas de Derry. O tempo é curto, mas somente eles podem vencer a Coisa. Em It : A Coisa, clássico de Stephen King em nova edição, os amigos irão até o fim, mesmo que isso signifique ultrapassar os próprios limites.

  • Doutor Sono – Stephen King

asex4Sinopse: Mais de trinta anos depois, Stephen King revela a seus leitores o que aconteceu a Danny Torrance, o garoto no centro de O Iluminado, depois de sua terrível experiência no Overlook Hotel.
Em Doutor Sono, King dá continuidade a essa história, contando a vida de Dan, agora um homem de meia-idade, e Abra Stone, uma menina de 12 anos com um grande poder. Assombrado pelos habitantes do Overlook Hotel, onde passou um ano terrível de sua infância, Dan ficou à deriva por décadas, desesperado para se livrar do legado de alcoolismo e violência do pai. Finalmente, ele se instala em uma cidade de New Hampshire, onde encontra abrigo em uma comunidade do Alcoólicos Anônimos que o apoia e um emprego em uma casa de repouso, onde seu poder remanescente da iluminação fornece o conforto final para aqueles que estão morrendo. Ajudado por um gato que prevê a morte dos pacientes, ele se torna o “Doutor Sono”. Então Dan conhece Abra Stone, uma menina com um dom espetacular, a iluminação mais forte que já se viu. Ela desperta os demônios de seu passado e Dan se vê envolvido em uma batalha pela alma e sobrevivência dela. Uma guerra épica entre o bem e o mal, uma sangrenta e gloriosa história que vai emocionar os milhões de fãs de O Iluminado, e satisfazer os leitores deste novo clássico da obra de King.

  • Box Arquivos Serial Killers: Louco ou Cruel? + Made in Brazil – Ilana Casoy

asex5Sinopse: Após o sucesso do seu primeiro livro, Ilana Casoy dedicou-se a uma pesquisa rigorosa para investigar os serial killers brasileiros, no que viria a ser o primeiro livro do gênero dedicado aos assassinos em série do Brasil. Foram cinco anos de pesquisas, visitas a arquivos públicos, manicômios e penitenciárias, além de entrevistas cara a cara com personificações do mal em terras tupiniquins, para compor um inquietante roteiro com rigor investigativo de como, por quê e com que métodos os serial killers brasileiros atuam.
Em Made in Brazil, Casoy relata sete casos de serial killers brasileiros, três dos quais ela entrevistou pessoalmente: Marcelo Costa de Andrade, o vampiro de Niterói, um dos casos e depoimentos mais chocantes do currículo da autora; Francisco Costa Rocha, o Chico Picadinho; e Pedro Rodrigues Filho, o Pedrinho Matador. Um relato cruel feito pelos próprios assassinos, conduzido com maestria por quem entende do assunto, que procura guiar o leitor pela sinuosa mente de pessoas frias e com movimentos mais que premeditados para o mal. Além deles, a autora se debruça sobre a vida e os crimes de José Augusto do Amaral (Preto Amaral), Febronio Índio do Brasil, Benedito Moreira de Carvalho (Monstro de Guaianases) e José Paz Bezerra (Monstro do Morumbi).

E aí, qual vai ser o primeiro terror da noite?! 😉

Parceria: Editora Filhos do Vento

É com muito prazer que venho contar esta novidade: A Editora Filhos do Vento é a mais nova parceira do Blog Livros da Jess!

logoprincipalbranco2

Sobre a Editora: 

A Editora Filhos do Vento resulta da experiência acumulada de seus fundadores em vários segmentos da produção editorial, inclusive no papel de autora. Nessas dinâmicas foi que percebemos a necessidade de repensar algumas das relações de trabalho e de negócios que vigoram no ramo.
E quem somos? Uma jornalista, que também é escritora, e um designer que se propuseram a apresentar um outro modelo de negócio ao mercado editorial, fundamentado em nossos valores pessoais e empresariais de respeito a todos os envolvidos no processo.
Não foi um caminho fácil. Aliás foi bem demorado e exigiu grande empenho em pesquisas, aprofundamento em aspectos legais e muito, muito planejamento. Mas finalmente equacionamos todas essas variáveis e o que era projeto se torna realidade.
Nossa empresa trabalha com o modelo convencional de produção editorial, como poderão ver na seção PUBLIQUE, e ainda com prestação de serviços gráficos e editoriais. A este formato acrescentamos os princípios solidários que nos orientam a desenvolver uma atitude colaborativa junto a autores e grupos culturais que queiram conhecer mais sobre os caminhos da publicação.
Somos uma empresa nova e inovadora, determinada a atuar no mercado como marca associada a produtos de qualidade, capaz de desenvolver novos processos e tecnologias para a produção editorial e comprometida com a valorização e difusão da cultura local. Esperamos ser reconhecidos pelos valores que elegemos: sustentabilidade, respeitabilidade, transparência, solidariedade e responsabilidade social e empresarial.

Site | Facebook | Twitter

Vou deixar aqui duas obras publicadas pela Editora, para que vocês conheçam um pouco melhor:

  • Pedras Negras – Cesar Luis

afilhos2Sinopse: A normalidade da vida sempre é quebrada por algum fato insólito e esse, seja qual for sua natureza, nos coloca em movimento por reação. São situações que não esperamos conscientemente, que não temos nenhum controle, mas que fazem parte integrante do misterioso “porquê” de nossa existência.
Fernando Eastman é um rapaz da ciência e da razão que se envolve apaixonadamente numa jornada repleta de situações impossíveis em terras do Peru e Bolívia. Acompanhado de Rico e Lia, ele é desafiado por mistérios, conspirações e intrigas envolvendo uma antiga lenda pré-Inca, crânios alongados, outlanders e poderes ocultos. É preciso encontrar um livro. Esse livro encerra um dos maiores segredos da história humana e esse segredo não pode vir à tona.
O grupo de amigos se envolve numa aventura que não desejavam, não imaginavam sequer ser possível, mas que, devido às circunstâncias, irresistivelmente se deixaram envolver. Tudo numa corrida frenética para revelar a verdade sobre a vida no planeta Terra. Seu objetivo é fazer com que essa Verdade, ou pelo menos parte dela, possa ser entregue à Humanidade.
É uma busca para corrigir erros graves no pensamento humano que causam muito sofrimento. Uma narrativa cheia de surpresas, suspense e questionamentos.
 

  • Internado – Marlos Degani

afilhos3Sinopse: INTERNADO é envolvente, sensual e trata das angústias cotidianas com uma força expressiva tão irreverente quanto o próprio autor.
Ainda hoje em dia, algumas pessoas pensam o livro digital como um produto secundário, um suporte alternativo para o impresso. Internado assume a vanguarda poética como o primeiro livro essencialmente digital de poesia proveniente da Baixada Fluminense. 
“O que li em INTERNADO foi a escrita de um poeta maduro, comovido, com coisas interessantes a dizer e absolutamente senhor da forma por meio da qual o diz. Especialmente em “Febre”, primeira parte do livro, foi muito agradável a sensação de estar a todo o tempo lendo o mesmo poema, mas sempre de maneira diferente, e sempre – sempre, Marlos Degani – de modo tocante. Nada vi no seu livro que soasse desprezível, desinteressante ou mal acabado. Nada. Tudo ali traz sempre a marca de uma apurada meditação, mesmo os poemas mais “da rua”, como o “Cariocamente”, e tudo traz também o pulso da alta poesia, como o “Incêndio”, magnífico exemplo”. – Marcos Pasche é professor de Literatura Brasileira da Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro e crítico literário, autor de De pedra e de carne: artigos sobre autores vivos e outros nem tanto (Confraria do Vento).

Espero que essa parceria só traga bons frutos e muito sucesso para ambos!
Obrigada, Editora Filhos do Vento!

Dica de livro: Mensageiros da morte – Marcos de Sousa

A dica de hoje é o livro “Mensageiros da morte”, do autor Marcos de Sousa.

Mensageiros da MorteSinopse: Mensageiros da Morte – O Chefe, dono da maior empresa de armamentos do mundo, passando por dificuldades financeiras, percebe que uma guerra em nível mundial é tudo que ele necessita para que seu império se recupere. Com a maestria de um especialista, aguça a ganância e o ódio nas pessoas certas, preparando terreno para um grande confronto armado.
Com uma rede de intrigas e compra de favores entre os altos escalões dos principais governos do mundo, o Chefe age como um fantasma, derrubando mitos, espalhando terror e derramando sangue inocente a cada passo dado.
Porém, em toda grande teia, sempre há um traidor. Será que alguém terá coragem de desafiar um dos homens mais poderosos do mundo? Quantas peças desse quebra-cabeça terão de ser arrancadas para evitar o pior?
Em um livro repleto de mortes e sangue, Marcos de Sousa apresenta o melhor e o pior de cada pessoa. O amor e o ódio se entrelaçam, formando uma corrente indestrutível.
O fim do mundo como conhecemos se aproxima e só uma questão é essencial: quantas almas você é capaz de ceifar por ganância?

Sobre o autor:
Marcos de Sousa é formado em Letras (literatura e língua vernácula) e, atualmente, cursa pós-graduação em Leitura e Produção de Texto. Reside e leciona no município do Rio de Janeiro (RJ).
É autor do livro “Coração de Vidro”, além de fazer parte das antologias de contos “E se só me restasse um dia” e “Socorro, minha vida é uma comédia”. Mensageiros da Morte é o seu romance de estreia.

Dados da obra:
Título: Mensageiros da Morte
Autor: Marcos de Sousa
Editora: APED
ISBN: 9788582551998
Ano: 2015
Páginas: 168
Preço: R$ 25,00 (com frete grátis para todo território nacional)
Compre pelo email: escritormarcosdesousa@gmail.com
Skoob | Facebook

Já estou curiosíssima para ler esse livro! 😉

(Obs.: Minhas aulas voltaram e eu estudo integral, então meus horários de postagem ficarão meio loucos, porém, continuarei postando todos os dias! <3)

Divulgada a capa de “Daisy Está na Cidade”!

O livro “Daisy está na cidade” – primeiro volume da série “Lovett, Texas” – da autora Rachel Gibson, será lançado em abril pelo selo Jardim de Livros.
A Geração Editorial divulgou a capa do livro e o mesmo já encontra-se em pré-venda nos seguintes sites: Livraria Cultura, Livraria da Travessa, SaraivaCasas Bahia e Ponto Frio.

Confira a capa e a sinopse do livro:

adayseDaisy Lee Monroe está de volta a Lovett, Texas, e depois de muitos anos descobriu que pouca coisa mudou. Sua irmã continua uma louca e sua mãe ainda tem flamingos de plástico rosa no quintal. E Jackson Lamott Parrish, o bad boy que ela havia deixado para trás, ainda é tão sexy quanto antes. Ela gostaria de poder evitar este homem em particular, mas ela não pode. Daisy tem algo a dizer para Jackson, e ela não vai a lugar nenhum até que ele escute.
Jackson aprendeu a lição sobre Daisy da maneira mais difícil, e agora a única palavra que ele está interessado em ouvir dos lábios vermelhos de Daisy é um adeus. Mas ela está surgindo em toda parte, e ele não acredita em coincidência. Parece que a única maneira de mantê-la quieta é com a boca, mas beijar Daisy já foi sua ruína no passado. Ele é forte o suficiente para resistir a ela agora? Forte o suficiente para vê-la sair da sua vida novamente? Ele é forte o suficiente para fazê-la ficar?

“Maluca Por Você”, “Sem Clima Para o Amor”, “Sempre ao Seu Lado”“Simplesmente Irresistível” e “Loucamente Sua” também são obras da autora.

Não vejo a hora de ler mais um dos ótimos livros da Rachel! ❤

Dica de Livro: Especial Dia Internacional da Mulher

Para comemorar o dia da mulher, as dicas de hoje são de livros escritos por grandes autoras e livros sobre mulheres incríveis.

Então vamos lá:

  • Doidas e Santas – Martha Medeiros

adica1Martha Medeiros, poeta, cronista, romancista, conquistou o Brasil com seus textos, publicados em jornais de repercussão nacional, sites e livros que se transformaram em best-sellers.
Doidas e Santas reúne cem crônicas que falam direto ao coração de suas leitoras e seus leitores. Nelas, Martha expõe os anseios de sua geração e de sua época, tornando-se uma das vozes mais importantes entre as recentemente surgidas no cenário nacional. As alegrias e as desilusões, os dramas e as delícias da vida adulta, as neuroses da vida urbana, o prazer que se esconde no dia-a-dia, o poder transformador do afeto, os mistérios da maternidade, enfim, o cotidiano de cada um de nós tornou-se o principal tema da autora.
Como toda grande artista, ela consuma o sortilégio da literatura: Traduzir e expressar o que vai na alma de sua enorme legião de admiradores. Dona de uma sensibilidade incomum, Martha Medeiros tem para tudo um olhar, uma reflexão e uma reação fresca, nova, de alguém que pela primeira vez se depara com o inesperado, seja o assunto o Dia dos Namorados, a decisão de se começar a fumar, um sentimento de desconforto por qualquer coisa, uma paranóia que se imiscui sub-repticiamente ou um amor que acaba.
Sempre terna e indignada, amantíssima da cultura contemporânea e dona de um imbatível senso de humor, em suas crônicas – assim como em sua poesia – Martha torna, para todos nós e com muita destreza, mais palatável o imponderável da vida.

| Compre aqui |

  • Fim – Fernanda Torres

adica3Cinco amigos cariocas. Cinco homens que estão à beira da morte e rememoram as passagens marcantes de suas vidas: festas, casamentos, separações, manias, inibições, arrependimentos. Álvaro vive sozinho, passa o tempo de médico em médico e não suporta a ex-mulher. Sílvio é um junkie que não larga os excessos de droga e sexo nem na velhice. Ribeiro é um rato de praia atlético que ganhou sobrevida sexual com o Viagra. Neto é o careta da turma, marido fiel até os últimos dias. E Ciro, o Don Juan invejado por todos – mas o primeiro a morrer, abatido por um câncer.
São figuras muito diferentes, mas que partilham não apenas o fato de estar no extremo da vida, como também a limitação de horizontes. Sucesso na carreira, realização pessoal e serenidade estão fora de questão – ninguém parece ser capaz de colher, no fim das contas, mais do que um inventário de frustrações.
Ao redor deles pairam mulheres neuróticas, amargas, sedutoras, desencanadas, descartadas, conformadas. Paira também um padre em crise com a própria vocação e um séquito de tipos cariocas frutos da arguta capacidade de observação da autora. Há graça, sexo, sol e praia nas páginas de Fim. Mas elas também são cheias de resignação e cobertas por uma tinta de melancolia.
Humor sem superficialidade, lirismo sem cafonice, complexidade sem afetação, densidade sem chatice: de que mais precisa um romance para dizer a que veio?

| Compre aqui |

  • Eu Sou Malala – Malala Yousafzai e Christina Lamb

adica4Quando o Talibã tomou controle do vale do Swat, uma menina levantou a voz. Malala Yousafzai recusou-se a permanecer em silêncio e lutou pelo seu direito à educação. Mas em 9 de outubro de 2012, uma terça-feira, ela quase pagou o preço com a vida. Malala foi atingida na cabeça por um tiro à queima-roupa dentro do ônibus no qual voltava da escola. Poucos acreditaram que ela sobreviveria. Mas a recuperação milagrosa de Malala a levou em uma viagem extraordinária de um vale remoto no norte do Paquistão para as salas das Nações Unidas em Nova York. Aos dezesseis anos, ela se tornou um símbolo global de protesto pacífico e a candidata mais jovem da história a receber o Prêmio Nobel da Paz. Eu sou Malala é a história de uma família exilada pelo terrorismo global, da luta pelo direito à educação feminina e dos obstáculos à valorização da mulher em uma sociedade que valoriza filhos homens. O livro acompanha a infância da garota no Paquistão, os primeiros anos de vida escolar, as asperezas da vida numa região marcada pela desigualdade social, as belezas do deserto e as trevas da vida sob o Talibã. Escrito em parceria com a jornalista britânica Christina Lamb, este livro é uma janela para a singularidade poderosa de uma menina cheia de brio e talento, mas também para um universo religioso e cultural cheio de interdições e particularidades, muitas vezes incompreendido pelo Ocidente.

| Compre aqui |

  • Bonecas Russas – Eliana Cardoso

adica5Desde pequena, Leda foi tímida e sonhadora. Adorava lendas e colecionava mitos. Tendo herdado o interesse, mas não o talento artístico da mãe, tornou-se dona de uma galeria de arte.
Já Lola sempre foi decidida e mandona. Obcecada por teatro, escrevia e distribuía papéis entre as amigas para as pequenas produções que seriam apresentadas nos aniversários. Quando cresceu, virou jornalista.
Bonecas russas é a história de Lola e de Leda, mas é também a história de Francisca, mãe de Leda, que a abandonou quando criança e nunca conseguiu restabelecer uma relação saudável com a filha. É a história de Odete, mãe de Lola, que se envolveu em um escândalo acompanhado por toda a cidadezinha de interior em que morava. É a história de Rosália, irmã de Francisca, a tia solteira que acabaria por criar as duas meninas juntas. E é a história de Miranda, filha do primeiro casamento do marido de Leda, que cresceria e também se tornaria jornalista, como Lola.
O resultado é um emaranhado de relações que nem sempre são sempre claras, ideais ou mesmo construtivas, mas que vão se desdobrando até a revelação dos mistérios que cada uma dessas seis mulheres pretendera guardar apenas para si. Em sua estreia na ficção, Eliane Cardoso cria uma narrativa inteligente, original e surpreendente, composta de múltiplas vozes, todas especiais à sua maneira.

| Compre aqui |

  • Uma burca por amor – Reyes Monforte

adica6

Uma burca por amor é uma história real de amor incondicional, paixão e luta pela sobrevivência. Um relato surpreendente de uma mulher que abriu mão da própria identidade em nome do amor.
Reyes Monforte apresentava seu programa na rádio quando sua equipe passou a ela um telefonema. Do outro lado da linha, uma voz nítida vinha do Afeganistão. Era María Galera, uma espanhola que pedia ajuda enquanto relatava sua história – em uma viagem a Londres havia conhecido um muçulmano por quem se apaixonara perdidamente ao ponto de se casar, converter-se ao islamismo e acompanhá-lo até seu país de origem. Porém, não conseguiram sair do país prontamente e voltar a Londres como haviam planejado. Desconhecendo totalmente as leis do regime talibã, María nunca poderia imaginar as situações que teria de suportar.

| Compre aqui |

  • A hora da estrela – Clarice Lispector

adica2A história da nordestina Macabéa é contada passo a passo por seu autor, o escritor Rodrigo S.M. (um alter-ego de Clarice Lispector), de um modo que os leitores acompanhem o seu processo de criação. À medida que mostra esta alagoana, órfã de pai e mãe, criada por uma tia, desprovida de qualquer encanto, incapaz de comunicar-se com os outros, ele conhece um pouco mais sua própria identidade. A descrição do dia-a-dia de Macabéa na cidade do Rio de Janeiro como datilógrafa, o namoro com Olímpico de Jesus, seu relacionamento com o patrão e com a colega Glória e o encontro final com a cartomante estão sempre acompanhados por convites constantes ao leitor para ver com o autor de que matéria é feita a vida de um ser humano.

| Compre aqui |

  • Mulheres Guerreiras – Fátima Rosalina Castelo Branco

adica8Mulheres Guerreiras são tantas. As que saem para trabalhar fora, as que ficam e cuidam dos filhos, as que estudam, as semianalfabetas, pois não tiveram tantas oportunidades, as cheias de filhos e as que não tem nenhum, mas dão tanto amor aos filhos do coração, seus ou não. As mães, as esposas, as filhas, as sogras, as noras, as cunhadas, as avós, as bisas, as irmãs e acima de tudo as irmãs-amigas. Senão de sangue, de consideração, apoio, carinho, apego e paixão. Não importa! Todos têm uma guerreira em sua vida! Quem é a sua?

| Compre aqui |

Parabéns mulheres pelo nosso dia!

Nova Parceria: Felipe Ferreira

É com imenso prazer que venho anunciar o novo parceiro do Blog Livros da Jess: Felipe Ferreira!

Felipe é autor do livro “Griphos Meus”, sua estreia literária.

Vamos conhecer um pouco mais sobre o Felipe? 😉

FFerreiraFelipe Fereira é escritor e roteirista. Ariano, santo-amarense, soteropolitano e há 24 anos uma ostra triste (com prazer!).
Graduado em Letras com Inglês pela Universidade Católica do Salvador (UCSAL). É colunista do Ambrosia e do PubliKador. Em março de 2015 assinará a coluna especial “Rocha)S( – O filme por trás do roteiro”, no Cinem(AÇÃO). É o autor de “Griphos Meus”, seu primeiro livro.

Facebook | Twitter | Instagram

O livro “Griphos meus: cinema, literatura, música, política & outros gozos crônicos”, é uma obra de produção independente que reúne textos do autor, publicados nos sites Publikador, Ambrosi e Cinem(AÇÃO), dos quais Felipe é colunista.
Vou colocar aqui a apresentação do livro feita pelo autor (que achei mega interessante, por sinal):

fferreira2‘Griphei’ e exatamente nesse dia um verbo começou a ser conjugado.
Este livro reúne os principais textos dessa ostra.
Não são críticas de filmes com estrelas qualitativas, não são análises literárias que consagram romances ou condena-os ao fracasso, não são resenhas musicais que classificam determinado álbum e/ou artista como “brega” ou “contemporâneo”. Não são!
Meus ‘griphos’ são vômitos sinceros e viscerais de experiências artísticas que de alguma forma provocaram (e provocam!) meus sentidos e instigam meus instintos de criador/criatura.
Ao todo são 22 griphos kynematográficos (entre produções nacionais, curtas metragens, documentários e filmes estrangeiros), 06 griphos literários, 04 griphos musicais (incluindo um manifesto), 03 griphos políticos, 04 griphos crônicos e 03 griphos eróticos.
Deleitem-se!

Para quem se interessar pelo livro, é possível comprá-lo diretamente com o autor, enviando um email para felipe.grifosmeus@outlook.com

Em breve terá resenha de “Griphos Meus” aqui no blog!

Mais uma vez, muito obrigada pela parceria, Felipe!